Pausa para almoçar. Agora, em bom.

À MESA COM

Joana Clara, Às Cavalitas do Vento

"I am a world that cannot be explored in one day. I am not a place for cowards.” É assim que Joana se apresenta no Às Cavalitas do Vento, o blog transformado em casa virtual, onde vai partilhando as suas descobertas e aventuras. Joana Clara, quase 30 anos - o aniversário está para breve e, antes de nos falar da data, apressa-se a informar-nos de que é gémeos, já que "nesse aspecto sou um bocado como a Mafalda Beirão, também tenho particular interesse por signos!" - abre-nos a porta numa Pausa Sun&Vegs cheia de misticismo e magia.


 

“A Joana é uma pessoa que gosta não só de comunicação, mas também de cinema, de fotografia - faço coleção de câmaras analógicas há muitos anos. Isso também me levou a ser editora de fotografia de uma revista, a viajar muito.”

Começou a trabalhar em 2010, depois de dois estágios na Visão e na Renascença, e sempre sentiu uma enorme atração por cultura - a sua pós-graduação acabaria por ser em Jornalismo Cultural. Foi jornalista durante muitos anos, mas hoje trabalha numa agência de comunicação. “Fui para jornalismo porque gosto muito de contar histórias, de pessoas. Quando quis distanciar-me do jornalismo para explorar outros lados, encontrei no marketing uma forma de ajudar os outros a contar as suas próprias histórias.

E Joana é assim: uma contadora de histórias nata, talvez por hereditariedade para além do gosto, que se desmultiplica em projectos e iniciativas. É assim que também surgem o blog, em 2011, e o Instagram, em 2012, como plataformas de partilha de inspirações. “Tudo começou com a ligação à minha avó. (...) Foi ela que me inspirou a gostar das pequeninas coisas, a dar importância às minhas memórias, ao que vou aprendendo, ao pouco que tinha e ao que ia conquistando.

“O projecto que eu mais gostei até hoje foi talvez a minha primeira experiência profissional, na revista Visão. Tinha acabado de sair da Faculdade e queria estagiar lá, na secção de cultura. Permitiu-me entrevistar músicos e escritores que eram inspirações e referências - lembro-me de entrevistar Mia Couto e de ficar embevecida, era como um sonho. Foi um dos momentos mais marcantes do meu percurso.”

Já fez de tudo um pouco e já teve experiências muito inusitadas. Já escreveu artigos para a INSOMNIA, uma revista de lifestyle masculino, e entrevistou capas da Playboy, "e pode até parecer algo que nada tem a ver comigo, para quem me conhece pouco, mas a verdade é que me tem dado um gozo tremendo e tem sido uma verdadeira surpresa.

Embora não tenha sido o seu primeiro blog, o Às Cavalitas do Vento foi o projecto que mais perdurou no tempo - até hoje. O nome, especialmente incomum para a altura em que foi lançado, é mais um sinal da sua ligação ao misticismo. “Foi o nome que surgiu na altura por gostar muito da palavra "vento". Lembro-me de ser criança e de subir à nespereira do quintal da minha avó gritando bem alto: “Gosto tanto de estar aqui”; de braços abertos e a sentir o vento no rosto. E sou gémeos, que é um signo de ar. E tenho uma andorinha tatuada... gosto de todos os símbolos do vento.” E tem crescido consigo e evoluído com a sua crescente aproximação ao misticismo, à astrologia, a estes aspectos mais esotéricos que têm passado a fazer parte da sua vida.

O seu lado místico e ligado à Natureza também se tem manifestado noutros quadrantes do seu dia a dia e aproxima Joana de coisas mais naturais - gosta muito de explorar cozinha mais biológica e orgânica, opções de cosmética natural, e tudo o que a pode fazer aproximar-se das suas origens e da sua ligação ao Planeta, de forma consciente e responsável.


“Tento comer saudável. Deixei de comer carne há uns meses. (...) Encontro mais sabor na comida vegetariana do que na comida tradicional."

Um dia normal é vivido entre dicotomias: fora de portas está sempre a correr, em casa tenta abrandar e desfrutar. "O trabalho de agência obriga-nos a fazer de tudo um pouco e o meu dia a dia é sempre a saltar de projecto em projecto, 100% dedicada a todos eles. No trabalho é uma correria; fora da agência tento aproveitar ao máximo com o meu gato e com o meu namorado. Vemos séries, lemos muito, pratico yoga e pilates... Fui desportista durante 11 anos, fiz ginástica acrobática e joguei basquete, e o desporto tem de estar presente no meu dia a dia - o exercício é um escape.

Não é de estranhar, por isso, que entre a sua hora de almoço perfeita e a hora de almoço habitual existam algumas diferenças. “Gostava de dizer que a minha hora de almoço é feita todos os dias, durante uma hora, a descansar e a saborear a comida... Mas acontece muitas vezes almoçar frente ao computador. Os meus almoços são sempre de marmita e procuro que sejam saudáveis.”


"Comer também é uma forma de fazer mindfulness – se estivermos a comer e a saborear aquele momento, a sentir todas as texturas, também é uma forma de meditar."

Quando não tem tempo para almoçar, recorre-se dos seus básicos: muito tofu, cogumelos, quinoa, batata doce... "Gosto muito de fazer batata doce com amendoim – é só cozer a batata durante 8 minutos, reduzir a puré, e misturar 8 ou 9 amendoins.” E pode dizer-se que a sua ligação à cozinha é de família. Quando falamos de inspirações, Joana é rápida a eleger a primeira, a sua avó materna. “Foi através dela que eu aprendi a gostar de comer e de cozinhar. Mas também a minha mãe, claro. A minha mãe e a minha avó fazem aquela comida de conforto - que sabe mesmo bem."



 

EM DISCURSO DIRECTO

Inspirações na cozinha? "Adoro a Mafalda Rodrigues do Loveat, a Filipa Maló do Terra Maya, a Vânia Duarte do Lolly Taste... A nível internacional, a Erin Gleeson do projecto The Forest Feast.

Melhor receita em 5 minutos? "Puré de batata doce com amendoim acompanhada com legumes salteados ou tofu em óleo de coco com um toque de especiarias e alecrim fresco."

Melhor Comfort food para um dia de Inverno e melhor receita para dar as boas vindas à Primavera? "Para o Inverno, um bolo de cenoura com cobertura de chocolate. Da minha mãe, de preferência! Primavera, para mim, é sinónimo de uma bebida fresca - e por isso de uma limonada, uma laranjada... Uma limonada com hortelã e um toque de sumo de morango!"

O que é que nunca falta na tua cozinha? "Fruta, não vivo sem fruta e como 3 a 4 peças por dia. Gosto muito de melão - é capaz de ser a minha fruta favorita - e adoro kiwi. Gosto de morangos quando me sabem a morango."

Prato preferido? "Qualquer coisa com caril. Caril de cogumelos, caril de camarão..."

Signature dish? "Sou conhecida pelas minhas sobremesas. O pão de banana é capaz de ser, neste momento, a minha sobremesa mais elogiada."

Melhor viagem em termos gastronómicos? "Sem dúvida ao Norte - adoro comida transmontana. E comida alentejana - na zona da costa vicentina come-se muito bem. E fora do país... Barcelona, Espanha."

Ingrediente tendência que a deixou feliz? "Golden milk. com bebida de avelã ou de coco, curcuma, pimenta preta e gengibre...

Melhores espaços para um almoço de marmita? "Jardim da Estrela, Jardim do Torel e Miradouro da Graça da Nossa Senhora do Monte."

O que é que nunca te perguntam e gostavas que perguntassem? "Gostava que me fizessem mais perguntas acerca dos meus interesses, para além do blog. Sobre os livros e filmes que me inspiram, por exemplo, a criar as minhas próprias narrativas e imagens. E gostava que me perguntassem mais vezes pela minha maior fonte de sabedoria, a minha avó Tília."

O futuro da alimentação, em bom... "Deixava-me feliz que as condições climatéricas mudassem um pouco. Falta-nos apostar nos nossos ingredientes, que são cultivados em território nacional. Recuperar aquilo pelo qual já fomos conhecidos – o país da agricultura. Não só a alimentação seria mais saudável, como ainda apoiávamos a economia nacional."




A Joana partilha as suas inspirações no Às Cavalitas do Vento e no Instagram.

SUN&VEGS

AGORA, EM BOM

Almoçar pode ser apenas mais uma pausa obrigatória a meio do dia ou um momento de partilha, descoberta, prazer. É por isso que convidamos quem nunca para de correr para se sentar, respirar e nos contar tudo - sobre si e sobre a comida que faz bem.

Este site usa cookies para recolher informações que ajudarão a optimizar a tua visita. Consulta as informações sobre o uso de cookies na nossa Política de cookies. Ao continuar a usar o nosso site, aceitarás a nossa política de cookies. ACEITO