Feito à Mão. Agora, em bom.

MARCAS À MÃO

Carolina Curado Jewellery

É num pequeno estúdio com vista para o mar, em Paço de Arcos, que as peças Carolina Curado Jewellery nascem - da cabeça, do coração e das mãos da própria Carolina e de Fátima, as duas mulheres por detrás da marca. Mas nem sempre foi assim. A história da Carolina Curado Jewellery é a história de uma bióloga transformada em joalheira, uma publicitária com vontade de criar com as mãos, e as peculiaridades que se tornaram assinatura de marca.

Carolina cresceu a sonhar com joalharia, apaixonada por uma arte que ia descobrindo a pouco e pouco. Ainda assim, licenciou-se em Biologia em 2008 e chegou a trabalhar numa Quinta de família até ceder aos seus instintos e matricular-se na Escola de Joalharia Contemporânea Engenho e Arte, no Porto, no ano seguinte. Três anos depois, mudava-se do Norte para Lisboa para abrir um atelier em nome próprio e lançar as fundações da sua marca. Era 2012 e estava longe de imaginar o que iria acontecer.

Ainda se lembra bem dos primeiros tempos, das incertezas e de trabalhar a uma escala pequenina, muito mais pequenina do que hoje. E recorda com carinho a primeira vez que uma jornalista falou da marca, no Público, em 2012 ou 2013; a primeira loja onde teve as suas peças, da Alexandra Moura; e a primeira exposição ao público. A partir daí as coisas foram acontecendo e, em 2015, Fátima juntou-se à marca - contribuíndo para o boom que se seguiu.

Fátima já conhecia Carolina há algum tempo - era colega de trabalho e amiga da irmã da joalheira - mas nunca tinha pensado que as suas vidas se iriam cruzar desta forma. Com uma carreira feita em agências publicitárias, só a reestruturação da última agência por que passou a fez ponderar oportunidades e decidir mudar de vida - deixar os dias stressantes para se dedicar a criar com as mãos.

"A Fátima junta-se, com o seu know how em comunicação, e ajuda a exponenciar o crescimento, trazendo o modelo de negócio. Já existia o talento, a estética, o key visual de marca. (A Fátima) ajudou a melhorar aspectos mais práticos como os processos de produção."

Hoje em dia, ambas se dedicam a tempo inteiro à Carolina Curado Jewellery e estão envolvidas em todos os aspectos da marca, do processo de criação à comunicação, venda, apoio ao cliente. Em períodos mais exigentes já precisam de subcontratar alguns pares de mãos extra para assegurarem todas as encomendas - nos últimos meses do ano, por exemplo, é muito difícil darem resposta a toda a procura. Assim, contam com a ajuda de alguns freelancers em Gondomar, uma zona em que a tradição na área da joalharia é histórica, que reproduzem peças e agilizam alguns processos.

Não trabalham por coleção mas vão lançando novidades ao longo do tempo - gostam de revisitar alguns temas com um twist   diferente, de repensar e alargar conceitos, e de ir introduzindo novos elementos sem a limitação e obrigatoriedade que duas coleções anuais trariam. 
 

“Cada elemento é feito à mão; depois, faz-se um molde e a partir daí o processo torna-se um pouco mais célere, através do protótipo - no entanto, é sempre feito à mão e cada peça é sempre única.”

Quando Carolina estava a tirar o curso de Joalharia, de 2009 a 2011, os metais nobres sofreram de uma especulação absurda e tornaram-se muito dispendiosos, obrigando a artista a encontrar uma solução criativa que lhe permitisse trabalhar peças muito grandes, as suas preferidas. Aí surge o latão, um material que já faz parte da marca. “Temos clientes que dizem que só usavam ouro até nos conhecerem.  No entanto, este ano vamos lançar uma linha de prata porque, criativamente, é uma diversificação que faz sentido - não vamos fazer as mesmas peças noutro material..."

Para criar, tanto começa com o elemento a explorar - “A Natureza é uma fonte de inspiração contínua. Gosto de construir uma flor para uma peça e, a partir daí, derivar – editar.” - como com a peça - o que é que pode funcionar num colar, num brinco, num anel. Também pensa no que gostaria de usar, no que ainda não existe no mercado, no que o cliente quer - seja beleza e conforto, sejam uns brincos lindos e ostensivos mas pesados. “O desafio é pensar a peça do início ao fim e em como a produzir mantendo toda a qualidade de acabamento, detalhe... Quem compra está a comprar uma peça feita com muito carinho, com muito trabalho, com design. Uma peça que oferece algo de irreverente, um complemento a um toilette.


“Gostamos verdadeiramente de trabalhar, gostamos verdadeiramente deste projecto, (...) e o trabalho é um prazer. Somos umas sortudas. (...) O nosso objetivo é fazer um trabalho muito nosso, que as pessoas identifiquem facilmente que isto é Carolina Curado Jewellery.”

Para o futuro, para além da linha em prata, estão a trabalhar na loja online e a investir na internacionalização, para além de estarem a analisar até onde - e como - querem e podem crescer. Sabem que precisam de mais mãos para poderem continuar a satisfazer uma procura cada vez maior, mas não querem comprometer a estética, a filosofia, a essência da marca. A consistência e coerência são caracerísticas que têm sempre em mente.
 

"Não queremos ser um fenómeno que aparece num momento e desaparece noutro.”

Para a joalharia em Portugal, têm três desejos: que lá fora se saiba do que de bom se faz em Portugal na joalharia; que os portugueses percebam que a nossa joalharia é tão boa ou melhor do que a internacional;  e que os artistas, os artesãos, acreditem cada vez mais neles próprios. “Quando comecei já se sentia o movimento a emergir mas hoje em dia já é muito comum ouvir alguém dizer que quer comprar porque é português.”

Independentemente dos desafios que o futuro lhes reserva e de tudo o que ainda querem alcançar, Carolina e Fátima têm uma certeza - que escolheram o caminho certo. “O que é que faríamos se ganhassemos o Euromilhões? Faríamos exactamente o que fazemos mas sem nos preocuparmos com dinheiro.”



É possível acompanhar a marca no Facebook e no Instagram e apreciar todas as peças no seu site.

SUN&VEGS

AGORA, EM BOM

Fazer à mão é importante - fazê-lo bem é essencial. Cada pormenor, cada detalhe, cada nuance de um objeto, de um produto, de um prato preparado à mão é único e carregado de histórias. É por isso que as Fresco&Frasco Sun&Vegs são feitas assim. E é por isso que procuramos outras marcas que produzem da mesma forma. Agora, em bom.

Este site usa cookies para recolher informações que ajudarão a optimizar a tua visita. Consulta as informações sobre o uso de cookies na nossa Política de cookies. Ao continuar a usar o nosso site, aceitarás a nossa política de cookies. ACEITO